quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Faltam 30 para os 30!

Eita! 
Não é que os 30 estão chegando?! 
Fiquei bem pensando: 'Que PRIvilégio!'
Deus tem sido muito gracioso para comigo! 
Tentei trazer à minha memória um pouco do que vivi até aqui e cheguei a uma lista que, na verdade, deixa a desejar porque vou ter que resumir...
Deus me deu muito mais do que posso descrever e agradecer... Mas, como sou metida a escrever, resolvi tentar mesmo assim:

Já embarquei num navio sem nem saber nadar.
Já conversei em inglês sem saber o que dizia.
Já usei as mãos pra conversar em muitas outras línguas.
Já virei a noite conversando com amigos sem perceber que o sol nascia.
Já falei mais do que deveria.
Já me arrependi de coisas ditas.
Já me calei e depois chorei no chuveiro pensando no que queria dizer.
Já andei de elefante na Tailândia.
Já segurei macaco, cobra e alimentei canguru na Austrália.
Já nadei (sem saber nadar) com tubarões em Bora Bora.
Já andei de kayak e comi lagosta no Canadá.
Já andei de camelo no Egito.
Já sujei o pé com a poeira de Petra.
Já corri pra pegar ônibus e fugir de tsunami. 
Já pisei na Terra Santa e orei no muro das lamentações.
Já acampei na beira do rio e dentro de casa.
Já dormi na frente da TV e babei na almofada do sofá.
Já fui de Kombi pra escola. 
Já tive o coração quebrado e já quebrei corações.
Já cortei o cabelo só pra mudar e quase apanhei por isso.
Já fiquei viciada em um seriado e irritei minha mãe com isso.
Já tive amigo gay.
Já usei e comprei roupa de segunda mão.
Já planejei minha tatuagem e nunca tive coragem de fazer.
Já menti para meus pais e para mim mesma.
Já briguei com meus irmãos.
Já tive inveja da mais bonita da escola.
Já fiz cirurgia de miopia.
Já fui conhecida como 'a irmã dos gêmeos' e achei o máximo.
Já orei e orei e orei pela mesma coisa até Deus responder.
Já vi milagres! 
Já estudei até chegar a conclusão de que não sabia nada.
Já tomei pau na faculdade (mais de uma vez) e me senti a mais burra do planeta.
Já fui boa aluna também! (Na época que não achava que era burra).
Já me achei esperta por terminar uma prova primeiro que todo mundo.
Já cantei só mexendo os lábios porque não sabia a letra.
Já tentei tirar a carteira de motorista e fui reprovada. 
Já perdi o sono pensando em como seria minha vida se alguém da minha família morresse. Fiquei triste só de pensar e chorei!
Já sonhei que estava grávida e acordei antes do parto (ufa!).
Já morri de medo de andar a cavalo (mesmo depois do camelo e do elefante).
Já fui em Roma, mas não tirei a prova se o papa é pop.
Já joguei moeda na fonte e fiz pedido.
Já andei de charrete como meio de transporte, não como passeio turístico.
Já morei na roça.
Já sonhei em morar na praia.
Já tentei passar pela imigração do aeroporto com cara de 'não comprei nada, mesmo que tenha cinco malas'.
Já me apaixonei pela mesma pessoa várias vezes.
Já beijei escondido.
Já fiz de conta que não gostava taaaanto assim, só pra fazer charme.
Já andei na praia de mãos dadas.
Já fui ignorada também.
Já gastei o salário antes de receber.
Já comemorei ter achado R$10 no bolso da calça.
Já escrevi várias cartas pra Deus.
Já chorei até dormir e acordei com travesseiro molhado.
Já magoei pessoas que amo.
Já amei pessoas que me magoaram.
Já amei sem nunca dizer 'eu te amo'.
Já ganhei flores e já dei flores.
Já escrevi e nunca mandei.
Já pensei em escrever e nunca tive coragem.
Já desejei.
Já sonhei.
Já imaginei.
Já levei 'rabo de olho' da minha mãe e das mães dos meus amigos.
Já morei em casas de outras famílias, que se tornaram minhas.
Já ganhei irmãos de outros pais, e outros países.
Já mudei de casa umas quinze vezes.
Já fui a lugares que não me lembro o nome.
Já fiz surpresa usando caixas, papeis e revista velha.
Já fui surpreendida.
Já quis quebrar o braço só pra meus amigos escreverem nome no gesso.
Já demorei para dormir porque meu pé estava gelado.
Já parei no meio da ladeira porque me faltava ar.
Já fiquei confusa se ele era 'só amigo'.
Já bebi água das geleiras do Alaska,
Já passei a perna no Zeca Baleiro e fui pra Honolulu antes dele.
Já sonhei que era famosa.
Já tentei fazer papel de atriz, dançarina, cenógrafa, cantora... Já fui até 'A Galinha da Arca de Noé'.
Já dividi o quarto, o colchão e a alma com meus irmãos.
Já fui inspiração pra uma música e fui inspirada por muitas outras.
Já fui substituída.
Já me virei sem saber como.
Já viajei sozinha e chorei de saudades de casa.
Já fui ao Mineirão ver o Cruzeiro ganhar (como de costume) e me achei super entendida de futebol.
Já vi o Brasil perder de 7 na TV e não entendi nada.
Já morei sozinha e descobri que sobrevivo e bem.
Já cozinhei só pra mim e fiquei três dias seguidos comendo a mesma comida, só para não desperdiçar.
Já passei aperto.
Já engoli sapo pra manter a paz mundial.
Já fui traída.
Já tentei costurar, desenhar, bordar, tocar piano, flauta, percussão e ser talentosa. Mas descobri que sou só 'normal' mesmo.
Já fiquei perdida, fisicamente e de todos os outros jeitos.
Já fiz ligação de 3 segundos, só para não pagar.
Já quis fazer outra faculdade.
Já sonhei com outra profissão.
Já comprei e me arrependi e depois dei de presente pra outra pessoa, só pra diminuir minha culpa.
Já vi os Fogos da Virada em Copacabana.
Já quis ficar bêbada de verdade, só pra saber como é. Mas me falaram que bêbado nunca lembra de nada, daí eu desisti.
Já soltei balão pra experimentar se Deus aparava no céu.
Já soltei pipa me achando um moleque.
Já fui militante estudantil! Pintei a cara de verde e amarelo e fiz panelaço pra mudar reitor de faculdade.
Já tentei pescar mas nunca achei isso muito relaxante, preferi comer o peixe.
Já perdi o aniversário de 50 anos do meu pai e odiei isso.
Já tentei aprender jogar Truco, mas só cheguei no Buraco.
Já vi NY do navio, sem nunca pisar lá.
Já troquei grilos na cabeça por borboletas no estômago e super recomendo.
Já abracei sem querer soltar.
Já fingi que estava 'tudo bem' só pra não conversar.
Já vomitei de dor, várias vezes.
Já decorei versículos e dei aulas pra crianças.
Já tentei comer mais salada e acabei de empanturrando de batata frita.
Já planejei acordar cedo pra correr na avenida, mas continuei dormindo.
Já li muito mais livros do que me lembro.
Já gostaria de ter lido muito mais que ainda não li.
Já gostaria de ter escrito um livro.
Já fui encoxada no busão.
Já fui de escada pra evitar aquelas conversas de elevador.
Já cumprimentei e conversei com uma pessoa sem lembrar o nome dela.
Já fiquei desconfiada daquela 'só amiga' do namorado.
Já perdi o casamento de minha melhor amiga.
Já chorei em casamentos.
Já sonhei com meu casamento, o cenário, o vestido e tudo mais, sem saber quem será o noivo. 
Já assisti a casamentos que dei graças a Deus por não ser a noiva.
Já dormi no meio do filme, da pregação e da aula.
Já dormi. Muito! 
Já deixei de comer na hora do almoço só pra tirar um cochilo.
Já me esqueci de comer, várias vezes.
Já fui ao cinema sozinha e chorei.
Já ri até doer a barriga.
Já ri sem entender a piada só pra não pegar mal.
Já contei a piada 'Pinguim Doce de Leite' umas trezentas vezes.
Já joguei Imagem & Ação de pobre e fiquei com medo dos vizinhos chamarem a polícia por causa do barulho.
Já brinquei de 'ônibus' e fiz papel da 'cobradora'.
Já brinquei de 'banco' usando uma máquina de costura antiga.
Já cortei uma boneca só pra ver o que tinha dentro.
Já fui desaforada... Muito!
Já quase morri engasgada umas três vezes.
Já fiz promessas que não cumpri.
Inclusive, já prometi que escreveria textos menos longos (ou mais curtos) e acabei de quebrar a promessa...
Mas... A máxima do rei permanece:
'Se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi...'
Que venham os próximos 30 dias... 30 anos... 30 vidas em um único dia!
Se dentro ou fora dos 'padrões' da mulher dos 30, o que me interessa é viver bem, trazendo sorriso ao coração de Deus e às pessoas que amo! 
 





 

4 comentários:

  1. já gastou mais shampoo num banho do que eu em toda a minha vida.

    ResponderExcluir
  2. Que piada é essa do Pinguim Doce de Leite?

    ResponderExcluir
  3. Vai ter que contar a piada mais uma vez... hehehe

    Sds.. Pri!

    ResponderExcluir