quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Na Tábua da Beirada...

Eita!!! O ano já tá na tábua da beirada pra acabar!!! Não tô nem acreditando... Nessa vida louca que temos levado em que nos acostumamos a fazer 510 coisas ao mesmo tempo, temos a ligeira sensação de que o tempo tem passado mais rápido... Acho que Salomão fala sobre o "encurtamento do tempo no fim dos tempos"... Mas não me lembro onde exatamente... É o fim... De 2013... De mais um ano que passou voando!!! Nos últimos meses, depois de visitar Alcatraz, já aconteceram várias coisas e, apesar de ter tido muito tempo livre, sinto que nem tive tempo de parar pra escrever a respeito... De Setembro pra cá... Chegamos ao Hawaí... Descobri o poder da simpatia do "Aloha"... Conheci um pouquinho da cultura local, herdada da Patagônia... O jeito meio "deixa a vida me levar", com flores no pescoço, saia de palha e mais e mais flores por todos os lados... Mas ao mesmo tempo em que os costumes "parecem" ser floridos e de liberdade total, algumas coisas são estranhamente vetadas... Por exemplo, nas lindas praias havaianas o consumo de álcool é proibido! Acreditam?! Pensem se no Brasil a cervejinha fosse proibida em Copacabana?!? Vixi!!! A galera faria manifestação em praça pública com muito mais empolgação do que por qualquer outra causa mais importante. Mas muito se engana quem acha que o "jeitinho brasileiro" é patenteado pelos tupiniquins... O "jeitinho" existe em todo lugar, executado por gente de toda nacionalidade... Então o que se vê nas praias havaianas são grupos de jovens bebendo alguma coisa em uma garrafa coberta por um saco de papel marrom... Ou uma "garrafinha de água" constantemente reabastecida por uma outra garrafa de outra coisa escondida na bolsa... E não se engane... Há uns "guardinhas da praia" a observar... Mas que no fundo se fingem de bobo e só falam alguma coisa se alguém te "denunciar"... Basicamente a galera de fora finge que obedece e os locais fingem que não viram... É interessante observar e aprender que independente de onde fomos criados, onde nascemos ou de que forma chegamos aqui as semelhanças que nos unem são surpreendentes! Depois de fazermos nossa relocalização do Alasca pro Hawaí, temos repetido o mesmo itinerário pra todo o sempre, amém... Uma marmota!!! Marmota porque num cruzeiro de 14 dias de duração, passamos 9 dias em alto mar... 4 dias no Hawaí e 1 dia no México... Ou seja... Mais confinados do que nunca... Praticamente uma "amostra grátis" do Alcatraz... E desses 5 dias de terra firme, nem temos a chance de sair todos os dias... Normalmente, posso sair duas vezes, com muita sorte, três! Na maioria das vezes chegamos a ficar 11 dias seguidos a bordo... Só entende a força do drama quem já passou por essa vida louca de "crew"... E pra completar... O SPA está jogado às moscas... Fica todo mundo muito ocupado dançando "hola" e comendo... Que pouquíssima gente se lembra de vir ao SPA... Maaaaas... Nada de murmurar!!! Só estou contando os fatos com leve ênfase no lado negativo... Rsrsrsrs... O lado bom é que Deus continua sendo bom até em alto mar!!!! Coloca pessoas super especiais na nossa vida!!! Que ajudam a dividir o fardo e fazer tudo ficar mais florido do que as camisas havaianas... No mês passado comemorei meu aniversário em altíssimo estilo! Desde 0h até 24h ganhando abraços, beijos, presentinhos, cartõezinhos, bolo, flores, borboletas e tudo mais... Dos três aniversários que já passei a bordo, este foi com certeza o melhor! Dizem que quanto mais velhos ficamos, mais sem graça são as festinhas de aniversário... Mas estou já planejando quebrar a regra pelos próximos 80 anos! Nos próximos dias estaremos já celebrando o Natal e a Virada do Ano!!! Dureza passar essa época do ano longe do meu povo do Pilão... :-( Seu Elias vai tá lá na roça preparando o leitão, D. Zú soltando os "traquinhos" dela... D. Lúcia fazendo doce de umbu... Os meninos levantando poeira dançando forró até cansar... Ai ai ai... Dureza... Dizem que o melhor é nem pensar pra não sentir muito... Mas o melhor da vida é ter coisas boas no passado pra se lembrar e inspirar-se pra repetir e fazer ainda melhor no futuro!!! E nos próximos anos há de ser ainda melhor!!! porque o que há de melhor nas lembranças do passado e sonhos pro futuro é "com quem" estaremos... A melhor parte da história é a que fala das pessoas... Fala de "gente"... A "gente" se vê por aí... Em algum lugar... Algum dia...