terça-feira, 9 de outubro de 2012

O Encanto dos Contrastes... Do Mar ao Deserto!

A ultima vez que escrevi compartilhei as emocoes dos meus primeiros sete dias a bordo… E de la pra ca algumas novas emocoes surgiram…
Na rotina do navio, normalmente passamos o dia em um porto e navegamos durante a noite para outro porto… Ou seja, geralmente dormimos em uma cidade e acordamos em outra! Mas o fato de dormimos em uma cama, em uma cabine (que tenta imitar um quarto), e nao estarmos sentados em uma poltrona de aviao, onibus ou carro… Acordando a cada meia hora com dores no pescoco e vendo as luzes passarem pela janela… A visulizacao de que estamos nos movendo de um ponto a outro eh um tanto quanto mais complicada… Nao parece que durante a noite realmente saimos de um lugar para outro COMPLETAMENTE diferente!!!
Hoje, particularmente, senti o quanto lugares relativamente proximos podem ser COMPLETAMENTE, ABSOLUTAMENTE, ABSURDAMENTE e CONSTRASTANTEMENTE diferentes…
Ha algumas semanas temos passado por algumas cidades da Grecia, Turquia e Italia… Nesses ultimos dias nosso itinerario variou um pouco e chegamos ao Oriente Medio… Israel e Egito…
Claro que em cada um desses lugares tenho passado algumas poucas horas e sempre que posso tento captar cada detalhe do que os meus novos olhos sem miopia podem observar… As vezes fico querendo ter olhos na nuca so pra poder olhar mais coisas ao mesmo tempo… O turismo de quem trabalha em navio geralmente nao eh um turismo muito tranquilo e quase nunca contemplativo… Nao temos muito tempo pra andarmos devagar pelas estreitas ruas de uma cidade antiguissima com Gerona, na Italia e observarmos cada detalhe das contrucoes antigas… Literalmente vamos correndo pelas ruas e tirando fotos como se nao houvesse amanha (e na verdade nao ha… porque no dia seguinte ja estaremos em outro lugar)… Na hora das compras o desespero eh maior ainda!!! Nao da tempo de se pensar muito em o que levar, que cor, qual tamanho, e se o preco ta realmente bom… Compro o que consigo raciocinar em cinco segundos se vale a pena ou nao… As vezes da super certo… Outras a gente deixa pra la e tenta se auto-confortar pensando “Pode ser que nunca mais na vida eu volte a esse lugar, entao pode ser que valha a pena…”
Mas por mais que eu me esforce pra observar e mergulhar por algumas horas na cultura de cada lugar, sempre fica um gostinho de “quero mais”… Sempre fica uma pergunta no ar… “Por que eles se vestem assim?”, “Por que se comportam assim?”, “O que esse simbolo representa?”… E mais 510 milhoes de perguntas…
Como tem um bom tempo que nao escrevo, ja estou vendo que este texto esta dendendo a ficar muito longo e eu estou ligeiramente filosofando demais hoje… Rsrsrs… Entao vamos aos fatos,! Depois vou tentar concluir meu raciocinio filosofico de quem tem muito silencio enquanto faz as massagens pra ficar pensando, arrazoando, viajando na maionese…
Nessas ultimas semanas tive algumas experiencias interessantes... Visitei Monte Carlo, Monaco e vi muito luxo, muita gente bonita, elegante… Muitos homens estilosamente adornados pelos seus ternos e suas pastas de couro sentados nos cafes que me fizeram imaginar que naquelas pastas havia papeis de negocios milhionarios fechados ali a porta do Cassino de Monte Carlo…
Acho que se fosse descrever Monte Carlo em poucas palavras usaria: carros de luxo, yatches de luxo, cassino, Formula 1, dinheiro, beleza e… LUXO!!!
No meio dessa “luxuosidade” toda estava eu, desfilando de shorts jeans (cortados de uma calca velha) e minha original Havaianas, tomando um delicioso sorvete e tirando fotos em meio aos jardins e chafarizes… E pra mim, sinceramente, esse luxo estava pra la de otimo!!!
Tambem fui conhecer (e empobrecer de tanto comprar suvinirs) o “Gran Bazar” de Istambul!!! Quando minhas amigas me chamaram pra ir, esperava encontrar um lugar de corredores nao muito ilumidados, estreitos, com aquele forte cheiro de feiras livre, com vendedores tentande te empurrar tudo e completamente abarrotado de gente… Mas NAO!! Fui completamente supreendida por um lugar super agradavel, limpo, de corredores largos, nenhum cheiro desagradavel e vendedores pra la de simpaticos!!! O artesanato turco eh muito rico e cheio de coisas muuuuuito legais… Eh impossivel so “visitar” e “conhecer” e nao querer carregar um pouquinho de tudo pra casa da gente…
Minhas amigas estavam numa frenetica busca por bolsas e sapatos baratos, uma vez que a Turquia eh para os europeus o que o Paraguai eh para os sul americanos: o paraiso das replicas e falcificacoes!! Tudo eh barato e falso… Rsrsrs… Resolvi que nao queria nada disso!!! Queria algo legitimamente original da Turquia!!! Minhas amigas acharam que eu estava louca quando resolvi comprar uma especie de luminaria tipica… Um suporte de ferro com uma lampada trabalhada em um mosaico de vidro colorido que eh simplesmente irresistivel!!!
Quando se entra numa loja, a primeira pergunta que os vendedores fazem nao eh o que voce procura ou como eles poderiam te ajudar… Nao! A primeira pergunta eh: “De onde voce eh?”. Dependendo da sua resposta, eles vao te falar algumas palavras na sua lingua local e com isso criar um vinculo que faz com que voce acredite que ele nao eh um vendedor, mas seu mais novo amigo disposto a te ajudar a ter uma coisa legal pra levar pra casa e se lembrar daquele dia. Acreditem… Eles fazem isso muito bem! Entrei numa loja, e respondi a perguntinha magica falando… “Sou do Brasil!” Aaahhh… Eu ja vi muita gente abrir um sorriso ao ouvir isso e ser simpatico, mas como esse homem, eu nunca vi igual!! Ele ficou ligeiramente enlouquecido de alegria quando disse que eu era brasileira!!! Me mostrou uma pulseira no braco com uma bandeira do Brasil e da Turquia com o nome de “Alex da Silva”!!! Disse que ama Alex porque ele joga no time dele e que simplesmente porque eu sabia quem era Alex (porque ja jogou no Cruzeiro e eu como uma cruzeirense fiel sei de “tudo” sobre o Cruzeiro) iria me ajudar!!!
Esse homem, fa de Alex, saiu me conduzindo por esse bazar ate me levar a loja de um amigo dele (que tambem adora Alex) e me vendeu uma luminaria de mesa linda pela metade do preco que os outros vendedores (que nao eram fas de Alex) tinham me oferecido!!!
Minhas amigas, uma da Australia e outra da Servia, daquele momento em diante resolveram que quando estiverem desesperadas por um desconto ou pela ajuda de alguem definitivamente vao dizer que sao brasileiras!!! Se tem uma coisa da qual nao posso reclamar eh de ser BRASILEIRA… Trem bao demais da conta!!!
Outro dia, ficamos ate as 23h no porto de Kusadasi, Turquia, e durante a noite fomos a um tour noturno pelas ruinas da cidade dos Efesios (Efeso). Sempre que um navio da Seabourn passa em Kusadasi, a empresa organiza a apresentacao noturna de uma mini-orquestra nas ruinas de Efeso, exclusivamente para os passageiros do navio! Todas as ruinas iluminadas a luz de velas… Foi praticamente uma experiencia surreal de tao linda!!!
Hoje, pela primeira vez neste contrato, tive meu “full day off”!!! Um dia inteirinho sem nem pisar no SPA!!! Super relaxante… Rsrsrs…
Adivinhem qual foi o programinha basico do dia??? Dar um pulinho ali e visitar as PIRAMIDES DO EGITO!!! Coisa basica de se fazer num dia de folga casual…
O navio parou no porto de Alexandria e viajamos por tres horas num onibus, organizado especialmente para os tripulantes do navio, ate Gyza para fazermos nosso tour!!!
Ja no trajeto fui mergulhando meus olhos naquela paisagem extraordinariamente unica… Saimos dos diferentes tons de azul do oceano pra mergulhar nos diferentes tons de marrom do deserto…
Acho que meu amigo Tarcisio iria adorar vir aqui!!! A paisagem eh completamente em tons pasteis… Bege, marrom claro, medio e escuro e cinza… Os predios, as casas… Tudo eh marrom!!! Acho que se um jaibense viesse morar aqui sua casa seria um dos pontos turisticos… Provavelmente teria a unica casa com paredes na cor verde de todo o Egito, quica do Oriente Medio!!!
O transito eh resumidademente insano… As cidades sao praticamente povoadas por homens… Se dizem que no Brasil ha 7 mulheres pra cada homem, por aqui a proporcao (sem exageros) deve ser de 70 homens pra cada mulher… Pelo menos eh o que se ve nas ruas… A outra possiblidade eh que todas as mulheres estejam trabalhando trancadas em algum lugar enquando essa multidao de homens passa pra la e pra ca… ou fica sentada simplesmente nao fazendo nada… Engracado como eles ficam amontoados em grupos, conversando, fumando e nao fazendo nada… Acho que a alternativa de as mulheres estarem trabalhando me sooa mais real, se eu pensar que ALGUEM precisa fazer alguma coisa pra por um pao na mesa!!
Enfim… As poucas mulheres estao sempre muito vestidas com muitos panos… Sempre com mangas compridas e cobrindo no minimo o cabelo… Algumas cobrem metade do rosto e outra cobrem tudo! Nossa guia turistica, que era uma mulher que nao estava atoa como todos os homens e estava trabalhando, nos informou que a diferenca no quanto elas se cobrem esta relacionada ao grau de conservadorismo de suas familias e de suas respectivas religioes… Mas o fato eh que nos que estavamos de short e camiseta sem mangas estavamos praticamente nuas e os homens (tooooodos) de todas as idades nos olhavam de uma forma que eu descreveria como no minimo “constrangerosamente desconfortavel”.
Nossa guia nos contou vaaaarias historias super interessantes pelo caminho e depois de passamos por carros velhos, muito velhos, muitissimo velhos, idosos… carrocas… motocicletas guiadas por pessoas sem capacete… onibus tambem muito idosos lotados de pessoas (maioria homens)… poeira… vendedores ambulantes… Chegamos as PIRAMIDES!!!
Sao realmente GIGANTES!!! Lembrei do meu amigo Arthur!!! E claro, tirei muuuuuitas fotos… Talvez nao tao legais como as de Arthur porque pra variar, nao tivemos muito tempo para poses… Entramos em uma das piramides praticamente nos arrastando pelos tuneis… Tudo muito quente, legal e empoeirado!!!
Ate agora nem acredito que eu fiz isso… Mas eu fiz!!! Sabe aquelas coisas que voce tem que fazer sem pensar, porque se parar pra pensar acaba nao fazendo??? Pois foi exatamente assim que eu ANDEI DE CAMELO!!! Eu???!!! Morro de medo de subir em um cavalo (que deve ser “no minimo” uns tres metros mais baixo que um camelo) porque acho que eles sao muito altos!!! Subi naquela coisa enorme, desengoncada, fedorenta, e encantadora!!! Adorei!!! Tirei foto usando um daqueles panos enrrolados na cabeca, e praticamente fui uma egipsia por alguns breves minutos!!! Indescritivel…
Pra variar um pouco, encontrei um vendedor que usava um bone com a bandeira do Brasil e que ficou me perseguindo o tempo todo e nao me deixou em paz um minuto… Ate tirei foto com ele porque foi uma figura importante do cenario!
Os vendedores ao redor das piramides nao sao “tao” legais quando os do “Gran Bazar” em istambul e literamente “assediam” pra que compremos alguma coisa… Qualquer coisa que seja!!!
Depois fomos almocar num restaurante super chique que havia sido reservado para nos… E partimos para visitar o Museu do Egito!!! Tranquilamente passaria dias e dias ali ouvindo todas as historias… Muuuuuuuuuuuuito legal!!! Toda a historia… Todas as fantasias criadas pelos reis para manter o povo “sob controle”… Todas as crencas… Os simbolos de protecao, de poder, de amor, de fe… Tudo tem um simbolo, um animal pra representar, uma pose, uma “coisa”… Nao ha nada que nao tenha uma historia e um significado…
Depois de me abastecer de suvinirs… e algumas bugingangas… Incluindo um colar com “PRI” em arabe… Finalmente pegamos a estrava (devidamente abarrotada de veiculos em todas as direcoes e sentidos) pra voltarmos do deserto pra agua…
As palavras pra descrever a experiencia no Egito seriam completamente opostas as de Monte Carlo... Seriam: poeira, muita poeira, muitissima poeira, bagunca, sujeira, beleza, simbologia, encanto!!!
Aqui volto as minhas filosofias… De que a beleza dos contrastes eh encantadora!!! Enquanto alguns transitam entre super altomoveis de alta tecnologia, outros carregam uma familia inteira expremida em uma motocicleta… E nesses contrastes nao ha quem seja “melhor” ou “pior” do que o outro… Nao ha como dizer quem eh mais feliz: o negociante do Cassino de Monte Carlo ou o condutor de camelos do Egito??? Nao ha padrao… Nao ha como mensurar  absolutamente nada…
O fato eh que o mesmo sol que nasce em Monte Carlo se poe em Gyza… E um UNICO DEUS eh que esta a comandar o percurso desse sol… Os egipsios contruiram as Piramides como tentativa de contruir uma “Casa para a Eternidade”… Um lugar para preservar seus corpos para uma proxima vida… Os corpos continuam la… As piramides continuam la, super lindase repletas de historias encantadoras… Mas eu espero que um dia eles e todos entendam que a “Eternidade” mora em nos… E so DEUS pode nos da uma verdadeira “Casa”…

Muitas emocoes virao… A minha “Eternidade” ja comecou ha muito tempo…