terça-feira, 10 de maio de 2011

Minha mãe não é normal...

Sei que estou um tanto quanto atrasada pra deixar uma mensagem de “Dia das Mães” pra minha mãe... Mas, antes tarde do que nunca...
Só consegui falar com ela por uns minutinhos porque estávamos navegando em algum lugar do infinito e o satélite tem sinal finito... Mas acho que deu pra lembra-la que eu a amo muuuuuito!!! Os motivos são incontáveis, mas um dos motivos mais fortes é porque minha mãe não é normal!! Definitivamente, se tem uma coisa que minha mãe não é... é normal...
Minha mãe faz umas coisas que não tenho notícias de muitas outras mães por aí fazendo o mesmo... Olha só... Minha mãe já ficou acordada até as 5h da manhã assistindo desenho e comendo pipoca com meus irmãos, só pra mostrá-los que assim como ela dedica hoooooras e hooooras nas madrugadas fazendo aconselhamentos e ajudando outras pessoas, ela também é capaz de ficar hoooooras a fio se divertindo com os filhos...
Minha mãe vai ao show de Lenine com a gente, mas não pra vigiar-nos... Mas pra namorar com meu pai e curtir a música... (Mas, claro que de vez em quando dá uma checada se nenhum dos três deu um perdido no meio da multidão...)
Minha mãe lavava a farda do exército que meu irmão usava, orando pra que ele não cochilasse na guarda e tivesse que acordar com um zunido de bala ao pé do ouvido...
Minha mãe senta pra conversar sobre os namorados e namoradas como se fosse nossa coleguinha de sala que quer saber de todos os babados mais recentes...
Minha mãe será a melhor sogra do mundo!!! Puxa saco mais do que tudo... Tem a seguinte teoria: “Tenho que tratar meu genro e minhas noras muito bem! Mantendo-os por perto, sempre terei meus filhos também por perto!”. Ela não é nada boba...
Minha mãe paga mico tentando jogar tênis no acampamento da igreja... Participa de gincana... Vai ao jogo de vôley com a galera...
Minha mãe pode interpretar qualquer papel na nossa vida... E na ficção também!!! Ela já foi a mula de Balaão, já foi uma tempestade (coberta de farinha de trigo), já foi Chapeuzinho Vermelho, já foi a ursa da Arca de Noé, já foi a empregada doméstica... Ela pode ser qualquer coisa, pessoa, objeto, animal, verbo... Ela é uma representante fidedigna do ‘Verbo Vivo’...
Minha mãe adora ouvir nossas histórias intermináveis sobre nosso cotidiano!!! Se chegarmos em casa e não contarmos nenhuma história sobre alguma coisa, pode ser a mais idiota do mundo, ela acha que estamos com algum problema... Aí, fica perguntando o que tá acontecendo e já chama pra orar pra seja lá o que for, que ela ainda nem sabe, seja logo resolvido...
Minha mãe sabe ser muuuuuito braba!!! Sabe matar só com o olho direito e acabar de fuzilar com o olho esquerdo... Quando os dois trabalham juntos é o início da terceira guerra... Quando ela passa e fala: “Vamos conversar no quarto!”, as pernas já ficam tremendo igual vara verde... Ela só não tem tamanho... Mas de resto... Sabe dar uma chamada no cantão, sem levantar a voz, mas de matar... Só de lembrar, já fiquei com medo...
Minha mãe é tão mucumunada (acho que essa palavra não existe) com Deus, que quando fazemos alguma coisa errada, ela fica sabendo antes de nós mesmos... Nem adianta tentar esconder nada dela... Quando morava sozinha em Diamantina, de vez em quando ela dizia: “Oh! E acho bom você me contar tudo que anda acontecendo aí!! Se você não me contar, Deus me conta...”. Acho que eu ficava com tanto medo de Deus contar de uma forma mais dramática, que antes mesmo de acontecer alguma coisa, eu já estava contando... Não que eu ache que Deus seja tão fofoqueiro assim, mas a pressão psicológica dela funcionava direitinho, e eu tenho certeza que vou reproduzir a técnica com meus filhos... Rsrsrs...
Minha mãe é amiga dos meus amigos, mas morre de ciúmes deles!!! Ela adora ouvir as histórias que conto dos meus amigos, quer saber quem são, faz questão de conhecê-los, quer levar todos lá em casa, faz comidinha gostosa, fica batendo papo até cansar... Mas se eu ficar mais tempo com meus amigos do que com ela... Aí o trem fica feio... Faz um drama digno de novela das 8h que passa às 9h... É a beleza da contradição: ela fica super orgulhosa por eu ter muitos amigos (porque quem me ensinou a fazer amigos foram ela e meu pai), fica falando que sou igual à banana, que só ando em penca... Mas moooorre de ciúmes... Rsrsrsrs... É uma graça...
E ao mesmo tempo que ela morre de ciúmes dos meus amigos, ela se apega a eles tanto quanto eu!!! Quando uma amiga é assaltada em Londres, quando outro vai embora e me abandona nessa banheira, quando outra é transferida pra outro navio, quando uma termina no namoro e fica deprê, quando uma está nos preparativos pro casamento, quando um passa no concurso, quando o outro não passa no vestibular... minha mãe ora pelos meus amigos talvez até mais do que eu!!! E claro, às vezes nós oramos juntas por eles...
Poderia ficar aqui descrevendo um milhão de outras coisas que fazem da minha mãe um ser tão fora do “normal”... Ela não é normal, porque o “normal” é extremamente comum e fácil de ser reproduzido... E ser como a minha mãe, não será missão fácil pra mim nunca... Por isso, peço a Deus toooodos os dias pra que me dê a oportunidade de aprender muuuuuito com ela ainda!!! Se eu tenho no meu coração um sonho enorme de ser mãe um dia, é só pra ter a chance de pelo menos tentar ser na vida de alguém, o que a minha mãe é na minha vida...
Mãe, te amo um tantãozão que nem sei dizer de que tamanho é esse tanto... Te amo tanto, que sinto até uma coisa gelada na boca do estômago enquanto escrevo isso... Será que é grave??!!
Vou ficando por aqui, porque agora preciso te ligar pra ouvir sua voz... Sem ela, meu mundo fica silencioso demais... Praticamente mudo...

3 comentários:

  1. Concordo com tudo. Mãe linda demais essa Marizete, viu?!

    ResponderExcluir
  2. Oi filha...
    Ainda estou me recompondo, desta coisa no estomago, que ao mesmo tempo de ser ruím, mas também é muito bom ter pessoas em minha vida que me faz sentir isso! Acho que é uma mistura de sentimentos indefinidos,abstratos porém, muito real... Até de mais!!
    Obrigada, por me amar ainda que eu não seja normal.
    Filha querida, da barriga e do coração!!!!
    Bjim.

    ResponderExcluir
  3. Pri não foi show de Lenine foi de Leoni... FOi bomaquele show viu!!

    ResponderExcluir